Músicas, Seriedades, Burridades e Coisas Ogonorantes.

Um blog para quem não tem nada para fazer. Para pessoas que vieram do nada e hoje não tem porra nenhuma.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Eu me rendo.

Depois que vi e ouvi fiquei fã da Dona Odete, bem que o Camilo tinha razão.
video
P.S. - Parece que essa Dona Odete é mãe da Odete Cara de Osso.

Lá vem desculpa esfarrapada.

O aumento da gasolina chegou antes da redução nas contas de luz, e muito provavelmente o governo deve dizer que agiu dessa forma, para evitar que as pessoas comprem combustíveis e toquem fogo em boates. Acorda Brasil!

Apelidos que pegam.

Um caipira entra num bar pede uma garrafa pinga e começa a falar: - Pois é… A cerca ao redor do sítio? Fui eu que fiz! Mas alguém me chama o “fazedor de cercas”? Não… Nem pensar!
Bebe um pouco da pinga e continua: - O poço no meu quintal? Fui eu que o escavei! Mas alguém me chama o “escava poços”? Não… Nem pensar!
Mais um gole e continua: - E o muro de casa? Fui eu também que fiz! Mas alguém me chama o “levanta muros”? Claro que não!
Mais um golada e continua: - Agora é só foder uma ovelha, e pronto…

Suave!!??...menas!

Aviso de utilidade pública com um dica política.

Meu primo Naldo me mandou esse registro onde uma rádio do interior do Ceará presta um serviço de utilidade pública, inclusive pra nós aqui do Pará, pois jamais saberíamos que lá tem uma Jarda Barbalha.
video

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Tá barato pra cacete!

Com apenas 1,39 você escova os dentes e detona com a caspa, ou lava os cabelos e denota com os dentes. A ordem dos favores adultera o produto.

Tirando a concentração.

A doméstica aqui de casa fez uma arrumação na sala, juntou um sofá no outro. Agora não sei se vejo televisão ou fico mirando os sofás.

Mãe de Cristo.

Quando digo que o aborto deveria ser liberado tem gente que contesta. A mãe desse tenebroso deve estar com remorso até hoje. Duvide-o-do que apareça alguém para dizer que é pai dessa geringonça. O casal devia ser proibido de procriar.

Vassoura desgastada.

Essa quem esqueceu fui eu. A Dilma começou o governo dando uma demonstração de moralidade, expurgando todos os Ministros corruptos herdados de Lula. Agora que as eleições presidenciais se aproximam, o governo Dilma quer por que quer eleger o Renam Calheiros como presidente do Senado. Vá entender! 

Já está ficando chato.

As televisões não param de falar na tragédia de Santa Maria no RS, ficam fazendo conjecturas, buscando culpados, relembrando fatos que já cansaram. Quem perde parentes em tragédias, como eu perdi, quer o isolamento, silêncio, amenizar o quanto antes o sofrimento.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Arroz Negro.

Depois de seguidos jantares em restaurantes de Belém, percebi que em todos eles já existe arroz negro no cardápio. Será alguma medida do Mercadanta de cotas para o arroz.

“Esquecimento”.

O ano de 2012 revelou que a presidente Dilma não se difere da turma do Lula, que usou e abusou de artifícios para ludibriar a boa fé do povo brasileiro, especialmente o de baixa renda, e garantir assim a extensão do poder. A primeira delas diz respeito a redução do IPI para estimular as vendas de carros zeros, sob o pretexto de evitar que o Brasil sofresse os impactos de crise econômica europeia com mais intensidade, mas “esqueceu” de avaliar o impacto que isso causaria nas finanças públicas, especialmente as municipais, que foram afetadas pela redução dos repasses do FPM. Penalizou os servidores municipais, muitos deles convivendo com atrasos de salários superiores a 1 mês, porém garantiu os lucros da indústria automobilística internacional.
As vésperas das eleições municipais anunciou que as contas de energia elétrica iriam baixar em 20% para as famílias brasileiras, para os eleitores brasileiros. Mas “esqueceu” de dizer que não são 20%, são 18% a custa de R$ 8,5 bilhões de recursos do tesouro, dos recursos que todos nós pagamos ao próprio governo quando compramos o feijão que abastece as nossas mesas. Neste particular vale registrar que a inflação voltou, em Belém, segundo o IDESP, tivemos inflação de dois dígitos (13,64%), ou seja, a conta de luz diminui, mas em compensação os alimentos e outros itens da cesta de consumo familiar aumentaram, isso sem falar na necessidade de aumentar urgentemente os preços dos combustíveis, necessários para garantir a estabilidade da saúde financeira da Petrobrás, bastante fragilizada.
Para maquiar os números oficiais referentes ao superávit primário, se utilizou indevidamente dos recursos do fundo soberano nacional (R$ 12 bilhões), criado para garantir o crescimento sustentável. Em vez de utilizar os recursos desse fundo para promoção de investimentos indispensáveis para o crescimento do Brasil, que foi nulo em 2012, utilizou esses recursos para outros fins, diferente daquele para o qual foi criado.
O Brasil precisa acordar ter a consciência de que estamos a cada dia sendo enganados por medidas que ao primeiro sabor nos apontam o caminho da prosperidade, porém o efeito colateral acaba nos prejudicando, sendo muito amargo. O mais grave disso é a atitude do próprio Governo que se exime da responsabilidade de ter gerado esses problemas, imputando-os, como sempre: a elite dominante, a oposição e a mídia golpista. Enquanto isso, 85% dos ogonorantes continuam aprovando o governo.

Gaymada.

Jamais pensei que em pleno século XXI ainda existisse algo do gênero. Campeonato de queimada entre os roscas queimadas, é demais. 

Minhas impressões sobre o REXPA.

Atendendo pedidos estou escrevendo algo sobre o jogo do meu papão e o lião de bosta. Aliás, pelo que vi, ambos são uma bosta. Infelizes são aqueles que acham que o lião por ter ganho o jogo está tinindo, pronto pra tudo. Com esses times, os dois vão apanhar e muito nas séries C e D. De relevante mesmo foi o público, surpreendente para um espetáculo de gosto duvidoso e ainda por cima televisionado. Por fim, não desejo parabéns a ninguém, quando o futuro é tenebroso. 

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Coisa de velho.

Hoje cedo fui ao médico ver como anda minha saúde e não tive tempo de postar nada. Estava ansioso para saber quantos anos ainda tenho de vida. O médico disse que seu eu não cometer nenhuma burrice de atravessar na frente dos ônibus, vou viver atazanando a vida das pessoas por muito tempo. O pior de tudo é que o meu plano de saúde vai continuar a ganhar meu suado dinheirinho. Amanhã retorno com mais novidades. Hoje vou aproveitar a vida que me restaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!  

domingo, 27 de janeiro de 2013

sábado, 26 de janeiro de 2013

Canção de aniversário do Velhinho.

Chegou a hora de soprar a última velinha.
E cantar aquele musiquinha.
Vai morrer,
Vai morrer...
Esse é seu ultimo aniversário.

Aula prática de educação sexual.

O Filho do Ajalso que está na 2ª série do primeiro grau, chegou em casa e foi direto para o vídeo game, a Mãe do Filho do Ajalso resolveu perguntar para o moleque o que ele aprendeu naquele dia. O guri respondeu:
- Tivemos aula prática de educação sexual.
- Como assim, que aula prática foi essa?
- A tia chegou e tirou a roupa.
- Como assim?
- Ficou nuinha mãe.
- Sim, o que essa doida fez mais.
- Ela tirou da bolsa uma pica de plástico.
- Meu Deus do céu, o que essa despudorada fez.
- Se deitou no meio da sala, pegou a pica de plástico e meteu na xereca dela, e disse que era assim que se fazia nenê.
- Dos males o pior, pelo menos isso. Explicou o certo para vocês.
- Tá errado mãe!
- Como assim, menino. É assim mesmo que vocês nascem!
- Mãe, ninguém nasce com pica de plástico, tem que ser de couro.

Matou a pau.

Esse policial é uma sumidade em matéria de desvendar crimes, mil vezes melhor que Sherlock Holmes, em pouquíssimos minutos descobriu o nome do ladrão da camionete.
video

Pro Johnny.

Nesta semana o som do blog selecionou um disco que acaba de sair do forno: Kenny Barron & The Brazilian Knights (Universal - 2013). Nele o pianista de jazz americano Kenny Barron juntamente com vários brasileiros fazem uma grande homenagem ao saudoso e genial Johnny Alf, interpretando canções inesquecíveis de um dos pais da Bossa Nova como: Ilusão a Toa, Já Era, Nós, O Que é Amar, São Conrado e Rapaz de Bem. Para o som do blog desta semana selecionamos O Que é Amar (Johnny Alf). Barron ao piano é acompanhado de: Claudio Roditi (trumpete), Idriss Boudrioua (sax alto), Lula Galvão (guitarra), Maurício Einhorm (harmônica), Sérgio Barroso (baixo duplo), Raphael Barata (bateria), Alberto Chimelli (teclados) e orquestra.

A pressa é inimiga da degustação.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Voltei a ser crente.

Um dia desses aqui no blog disse que era ateu, mas depois da descoberta desses psi-CANA-listas me animei todo. Acho que se eu rezar pelo menos umas 3 vezes por semana  para uma garrafa de Old Parr vou para o céu. 

Coisas que emocionam.

Quando vi essa formosura fiquei tão emocionado que tive: furúnculo, impinge, caxumba, frieira e caganeira. Xama Jessus!!!
video
P.S. Para a filmagem foi usada a técnica genial da câmera em posição transversal curvilineá concava central, nem Orson Welles sabe tanto.

Grande dia.

Trabalhou um ano fazendo roupa de lacre de latinhas de cervejas para vender, com a grana comprou o celular dos sonhos, com câmera de muitos pixains. Colocou o melhor lingerie, se maquiou toda e escolheu o melhor canto da casa, sossegado, onde pudesse fazer as melhores poses sensuais. Fez umas 30 fotos, escolheu a melhor e postou no facebook. Agora é só esperar o príncipe dos sonhos curtir.

A Gravidez no Século 21 (by Mario A.Tavares).

As abelhas, as flores, uma sementinha, a cegonha, tudo isto já está fora de moda! Esta é a explicação mais moderna e tecnologicamente correta:
Certo dia, um filho pergunta ao seu pai: - Pai, como é que foi que eu nasci?
- Muito bem meu filho, chegou o momento de falar disso, pois então vou explicar o que você deve saber: Um dia, o papai e a mamãe entraram no Facebook, fizeram amizade e ficaram amigos. Depois o pai mandou um e-mail à mãe para se encontrarem num cybercafé. Descobrimos que tínhamos muitas coisas em comum e que nos entendíamos muito bem. Quando não estávamos à frente do laptop, conversávamos no chat do iPhone. Desta forma, fomos nos conhecendo e nos apaixonamos, até que um belo dia decidimos partilhar os nossos arquivos. Entramos escondidos numa lanhouse e o papai introduziu o seu Pendrive na entrada USB da mamãe. Quando começou o download dos arquivos, nos demos conta de que tínhamos esquecido o software de segurança e que não tínhamos Firewall. Já era tarde demais para cancelar o download e impossível apagar os arquivos baixados.
Passados nove meses apareceu tu, o Vírus.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Ainda em tempo.

Por erro de memória julguei que o aniversário do meu queridíssimo amigo Paulo Mazzini, o Paulinho, fosse amanhã. Qual nada, é hoje, segundo alerta do Camilo e checado no próprio blog, quando na mesma data do ano passado fiz o devido registro. Bom, deixando essas justificativas de lado, ainda há tempo de reparar meu erro, externando ao amigo meus Parabéns cheio de: felicidades, saúde, mulherada, grana, paz e birinaites. Beijos no coração do Condureba.

Carne pra porra barata.

Para quem acha que isso é mentira, olha o tamanho do bezerro! Quando o bicho canta às 4 horas da amanhã acorda a cidade inteira.

Imagina.

Não tem jeito por mais que se tenha os melhores firewall e antivírus do mercado, recebemos emails indesejáveis de toda sorte. Hoje, por exemplo, recebi um email de uma loja de discos e vídeos, os caras oferecendo o dvd do Thiaguinho ao Vivo. Se morto o energúmeno é uma bosta, imagina vivo.

Diferenças entre Mulheres: Finas, Comuns, Vulgares e Depravadas # 2.

OCASIÃO
COMO SE VESTEM
BEBIDAS
O QUE ROLA NO PRIMEIRO ENCONTRO
MULHER FINA
De acordo com o evento.
Champanhe e vinho, dependendo da ocasião.
Só um beijo de despedida.
MULHER COMUM
Sempre da mesma forma: jeans, camiseta e tênis em todos os eventos.
Alexander ou ponche.
Muitos beijos.
MULHER VULGAR
Bermuda de malha entrando na racha, em todos os eventos.
Cervejão: Fresh ou Nova Skin.
Beijos, mão no peito e dedadas.
MULHER DEPRAVADA
Blusa descangotada mostrando o sutiãzão com o peitão de fora, micro saia mostrando o fundilho e a xereca com o bigodão de fora.
Cachaça, conhaque, celveja, vodca Katchanka, licor de pasta de dentes, água de bateria, solvente, etc.
Boquete, cú e o xiri. Ainda diz que é cabaço.

Tragédia no Troféu.

Por problemas de Alzheimer o dono do blog simplesmente esqueceu do concurso do Troféu Punheta  2012, e deixou os dois concorrentes se matando, digo se masturbando. Tanto o concorrente Charles Bronha como o Esforlando Rola foram às vias de fato. Em suma não houve ganhador, pois ambos secaram de tanto socar.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Só pode ser.

Não tenho certeza, brevemente terei, mas acho que GPS de velho é o saco. Só pode ser. Como a pomba encolhe o saco cresce, e só há um meio de achar a pomba, localizando primeiro o saco para em seguida localizar a pomba. Por isso se chama GPS, ou seja: Grudados Pomba e Saco. Digo isso pois já vi muitas fotos de velhos com o saco pra fora, sinal de que estão com medo de perder a pomba. Toda hora ficam checando se a pomba está no lugar.

Bund’Door.

Amigo se você tem um produto é quer vender em abundância, anuncie no Bund’Door da Poçonildes Fundão. Seu anuncio vai pra lá e pra cá, e todo mundo olha. Se o nome de seu produto tem a letra O, procure centralizá-lo no centro da Bund’Door para evitar problemas desagradáveis. Por esse motivo, não é aconselhável anunciar marcas de perfumes e outros artigos cheirosos, o resultado é i-nó-cú-o.

Papo de universitária cotista.

Duas amigas universitárias cotistas conversavam na orla do rio Guamá.
- Amiga tu tens FIES?
- Nunca. Só consigo namorado galinha.

Misses pelo mundo afora.

Meu primo Naldo me mandou um material que comprova que não é só aqui que se tem meninas lindas, cheias de cultura para dar e vender. Candidatas a Miss da Espanha mostraram que estão antenadas com tudo que acontece no mundo. Sugiro que no próximo concurso se premie também os professores dessas meninas.
 







terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Falando em silvícolas.

Depois que o Mercadanta reservou cotas para os índios ingressarem nas Universidades, li que os silvícolas estão caindo de tacape nos cursos de medicina. Não que eu tenha algum preconceito contra índios curandeiros, mas espero que no futuro o Mercadanta não precise ser internado, e ser atendido por um pajé. Quero ver a cara do ministro ao se ver coberto de folhas de tajá, com um sapo colorido na testa, tomando água gargarejada por tamanduá bandeira.

Merda dupla.

Sax de maldade.

Já escrevi aqui no blog que o saxofonista maluquinho quando entra no palco do Café da Sol estraga os números que a turma está executando. Por conta disso e em razão do problema do rapaz, fui taxado de insensível e outros impropérios. Neste sábado estava uma turma da pesada mandando um som sensacional, o maluquinho novamente surge do nada e esculhamba o coreto com baladeira. Ao reclamar da intromissão o Camilo sai em defesa do rapaz, alegando que ele não faz por maldade. Ele com certeza não, mas eu estou louco para fazer uma maldade com esse moço.
 

Diferenças entre Mulheres: Finas, Comuns, Vulgares e Depravadas # 1.

OCASIÃO
NO TOILETTE
APÓS UM JANTAR
NECESSITANDO IR AO BANHEIRO
MULHER FINA
(nada diz)
O jantar estava divino, parabéns.
Com licença, vou retocar a maquiagem.
MULHER COMUM
Essa calcinha me incomoda.
Estou satisfeita.
Vou ao toilette.
MULHER VULGAR
Eu odeio calcinha enfiada no rego.
Tô de bucho cheio.
Vou soltar um barro. (risos)
MULHER DEPRAVADA
Essa calcinha parece a pomba do zé só vive enfiada no meu cú.
Comi até o cú fazer bico.
Vou cagar. (gargalhada)

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Bullying silvícola.

Ontem justificando para o Camilo a minha ausência em seu almoço dominical, disse que não podia ir, pois estava me preparando para o jantar na casa do Zé Leal, que teve a educação em me convidar. No mesmo instante o Camilo rebateu: - Isso é mentira, não pode acontecer jamais! Tentou insinuar que o Zé Leal não tinha um pau para dar no gato, digo para fazer um jantar e convidar alguém. Pra mim isso é bullying! Isso não se faz com silvícolas indefesos. Gostaria de dizer ao abastado Camilo, que compactuo com a humildade do meu amigo índio. Fico conformado com um ovo mexido com água, ou uma torradinha com salsicha, algo bem simples. Mesmo assim o Lealzinho escafedeu-se do encontro. Talvez tenha ido levar o gato para o veterinário, que coitadinho está em estado de choque da paulada que ia levar.

Deus não existe.

Que me perdoem os que creem em Deus, porém depois que soube que uma amiga minha que é professora da universidade tem um aluno pobre, afro descente, gay e cego, fiquei mais ateu ainda.

Batida proposital.

Dois homens conhecem-se num bar gay, saem juntos e entram no carro de um deles. Ao arrancar, porém, o cara bate no carro de trás.
O outro diz: - Cuidado, tem certeza que sabe dirigir?
E o outro, muito meigo responde: - Tenho, sei sim. Só queria te mostrar o meu lado feminino.

Algodão doce asiático.

video

domingo, 20 de janeiro de 2013

Esquadrão regional.

Todos sabem que o leão é um animal africano, mas o lião daqui é um time essencialmente regional, conhecido pelos quatro cantos do interior paraense como o esquadrão da Caldeirada de Gurijuba. Por uma razão muito simples, é só Cabeça e Pirão.

Carta do Prof. da Universidade Federal de São Carlos Marco Antonio Villa para o Ex-Presidente Lula.

A presença constante de Luís Inácio Lula da Silva no noticiário impõe a discussão sobre o papel que deveriam desempenhar os ex-presidentes. A democracia brasileira é muito jovem. Ainda não sabemos o que fazer institucionalmente com um ex-presidente. Dos quatros que estão vivos, somente um não tem participação política mais ativa (FHC). O ideal seria que após o mandato cada um fosse cuidar do seu legado. Também poderia fazer parte do Conselho da República, que foi criado pela Constituição de 1988, mas que foi abandonado pelos governos — e, por estranho que pareça, sem que ninguém reclamasse.
Exercer tão alto cargo é o ápice da carreira de qualquer brasileiro. Continuar na arena política diminui a sua importância histórica — mesmo sabendo que alguns têm estatura bem diminuta, como José Ribamar da Costa, vulgo José Sarney, ou Fernando Collor. No caso de Lula, o que chama a atenção é que ele não deseja simplesmente estar participando da política, o que já seria ruim. Não. Ele quer ser o dirigente máximo, uma espécie de guia genial dos povos do século XXI. É um misto de Moisés e Stalin, sem que tenhamos nenhum Mar Vermelho para atravessar e muito menos vivamos sob um regime totalitário.
As reuniões nestes quase dois anos com a presidente Dilma Rousseff são, no mínimo, constrangedoras. Lula fez questão de publicizar ao máximo todos os encontros. É um claro sinal de interferência. E Dilma? Aceita passivamente o jugo do seu criador. Os últimos acontecimentos envolvendo as eleições municipais e o julgamento do mensalão reforçam a tese de que o PT criou a presidência dupla: um, fica no Palácio do Planalto para despachar o expediente e cuidar da máquina administrativa, funções que Dilma já desempenhava quando era responsável pela Casa Civil; outro, permanece em São Bernardo do Campo, onde passa os dias dedicado ao que gosta, às articulações políticas, e agindo como se ainda estivesse no pleno gozo do cargo de presidente da República.
Lula ainda não percebeu que a presença constante no cotidiano político está, rapidamente, desgastando o seu capital político. Até seus aliados já estão cansados. Deve ser duro ter de achar graça das mesmas metáforas, das piadas chulas, dos exemplos grotescos, da fala desconexa. A cada dia o seu auditório é menor. Os comícios de São Paulo, Salvador, São Bernardo e Santo André, somados, não reuniram mais que 6 mil pessoas. Foram demonstrações inequívocas de que ele não mais arrebata multidões. E, em especial, o comício de Salvador é bem ilustrativo. Foram arrebanhadas — como gado — algumas centenas de espectadores para demonstrar apoio. Ninguém estava interessado em ouvi-lo. A indiferença era evidente. Os “militantes” estavam com fome, queriam comer o lanche que ganharam e receber os 25 reais de remuneração para assistir o ato — uma espécie de bolsa-comício, mais uma criação do PT. Foi patético.
O ex-presidente deveria parar de usar a coação para impor a sua vontade. É feio. Não faça isso. Veja que não pegou bem coagir:
1. Cinco partidos, para assinar uma nota defendendo-o das acusações de Marcos Valério;
2. A presidente, para que fizesse uma nota oficial somente para defendê-lo de um simples artigo de jornal;
3. Ministros do STF, antes do início do julgamento do mensalão. Só porque os nomeou? O senhor não sabe que quem os nomeou não foi o senhor, mas o presidente da República? O senhor já leu a Constituição?
O ex-presidente não quer admitir que seu tempo já passou. Não reconhece que, como tudo na vida, o encanto acabou. O cansaço é geral. O que ele fala, não mais se realiza. Perdeu os poderes que acreditava serem mágicos e não produto de uma sociedade despolitizada, invertebrada e de um fugaz crescimento econômico. Claro que, para uma pessoa como Lula, com um ego inflado durante décadas por pretensos intelectuais, que o transformaram no primeiro em tudo (primeiro autêntico líder operário, líder do primeiro partido de trabalhadores, etc. etc.), não deve ser nada fácil cair na real. Mas, como diria um velho locutor esportivo, “não adianta chorar”. Agora suas palavras são recebidas com desdém e um sorriso irônico.
Lula foi, recentemente, chamado de deus pela então senadora Marta Suplicy. Nem na ditadura do Estado Novo alguém teve a ousadia de dizer que Getúlio Vargas era um deus. É desta forma que agem os aduladores do ex-presidente. E ele deve adorar, não? Reforça o desprezo que sempre nutriu pela política. Pois, se é Deus, para que fazer política? Neste caso, com o perdão da ousadia, se ele é deus não poderia saber das frequentes reuniões, no quarto andar do Palácio do Planalto, entre José Dirceu e Marcos Valério?
Mas, falando sério, o tempo urge, ex-presidente. Note: “ex-presidente”. Dê um tempo. Volte para São Bernardo e cumpra o que tinha prometido fazer e não fez. Lembra? O senhor disse que não via a hora de voltar para casa, descansar e organizar no domingo um churrasco, reunindo os amigos. Faça isso. Deixe de se meter em questões que não são afeitas a um ex-presidente. Dê um bom exemplo. Pense em cuidar do seu legado, que, infelizmente para o senhor, deverá ficar maculado para sempre pelo mensalão. E lá, do alto do seu apartamento de cobertura, na Avenida Prestes Maia, poderá observar a sede do Sindicato dos Metalúrgicos, onde sua história teve início. E, se o senhor me permitir um conselho, comece a fazer um balanço sincero da sua vida política. Esqueça os bajuladores. Coloque de lado a empáfia, a soberba. Pense em um encontro com a verdade. Fará bem ao senhor e ao Brasil.

Conversa íntima romântica.

- De quem é esse rostinho???
- É seu meu bem!!!
- De quem é essa boquinha???
- É seu meu bem!!!
- De quem é esse peitinho???
- É seu meu bem!!!
- De quem é essa barriguinha???
- É seu meu bem!!!
- De quem é essa bocetinha???
- É seu meu bem!!!
- De quem é essa bundinha???
- Pega essa tua pomba enorme e mete no cú da tua mãe.
- Sabia que ia partir pra ogonorância.

Para os que vão nascer.

Meu amigo Camilo um dia me mandou um bilhete com a árvore genealógica de sua família. Lá estavam todos, bisavôs, avôs, pais, tios e tias, primos e primas. Segundo consta o bisavô materno do Camilo era um filhento de marca maior, não satisfeito em emprenhar a esposa oficial por 11 vezes, ainda teve tempo de embuchar mais três diferentes moças de Marapanim. O cara que era cartorário era um craque para escolher nome de filhos, vejamos: uma das meninas gerada fora do casamento foi batizada de FIDELQUINA, e dentro do lar, tascou em quatro outras os seguintes nomes: SECUNDINA, MERANDOLINA, BLANDINA e ORFINA. Em suma uma variedade de nomes sugestivos para aquelas que estão com a filha no ventre. Já pensou olhar para a filhinha pequenina e chamar SECUNDINA vai ver se estou lá na esquina! MERANDOLINA vai merendar e não me apoquenta! BLANDINA pega o blondô pra mamãe! ORFINA pega a morfina do teu pai! FIDELQUINA vai ver se teu pai está comendo a empregada! Coisa linda!

sábado, 19 de janeiro de 2013

Me erra.

Depois que Bin Laden morreu não se faz mais terrorista como antigamente. O mais malvado hoje em dia é o turco Zomar Zarolho, o homem já tentou por diversas vezes matar Deus e o Mundo, mas por problemas na mira do revolver acaba errando o alvo...Caceta, atirou no Papa e parece que acertou o Walmor Chagas lá em São Paulo.

Até que enfim chegou.

Os empresários da moda Eloy e Iloy acabam de trazer para Belém a famosa franquia das camisas floridas Genival Lacerda, são camisas fantásticas, bem transadas e coloridíssimas. O blog fez o registro dos empresários por ocasião do lançamento da franquia. Quem viu a foto pensa que eles são gêmeos. Apesar da semelhança em número e grau, são diferentes em gênero.

Clube da Esquina no som do blog.

A canção de Lô Borges, Márcio Borges e Milton Nascimento está sonorizando o blog desta semana. A interpretação é de Lívia Nestrovski e Fred Ferreira, presente no novo disco da dupla – Duo (Pampani Discos – 2012).

Bebidas, cigarros e cafezes.

Para a turma que gosta duma proncha vai uma sugestão porreta: O Bar da Bosta. Lá o cara bebe pra porra e se abosta na saída. Para quem não sabe o Bar da Bosta faz parte das Organizações Mychalany, a única que fabrica jóias de ouro de bosta.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Hoje é...

Acertou quem disse ser a folga semanal do Condireba. Estou ocupadíssimo fechando um trabalho e não me sobrou tempo para postar algo nesta sexta. Para piorar o lião ganhou mais uma, mas deixa essa desgraça pra lá. Aproveitem para ler as postagens antigas, como os conselhos sexuais da Dra. Lúcia. Amanhã tudo volta a normalidade.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Dá medo.

Esse aí fez uma foto e botou na internet para mostrar que é danado, mete medo. Esqueceu de dizer que tem um pavor de dormir sozinho...no seu bercinho de carrinho. Sem os ursinhos Bilu e Malu não dorme de jeito nenhum.

Saudades do Mosqueiro.

Tenho uma saudade danada do Mosqueiro de antes do Edmilson Rodrigues. Ele iniciou o processo de degradação da ilha com a implantação dos ônibus para ogonorantes, e permitiu a invasão de sem terras. O Dudu em vez de reverter o processo, ajudou a piorar. Mas ainda resta esperança, pois existem pessoas que tentam resgatar a beleza do Mosqueiro de outrora. Li recentemente que há um projeto visando restaurar os Chalés Históricos. O Hotel Farol, com os novos donos, passou por reformas que mantiveram sua estrutura original.
O Hotel recentemente foi alvo de matéria jornalística veiculada na Folha de São Paulo. O blog sempre que puder vai abrir seu espaço para reivindicar melhorias ao belo Mosqueiro.